De olho no título: Equipe do Noeme vence Dom Bosco e avança à final do JEMG

Guilherme Henrique – 04/08/2017

 

O futsal feminino sub-14 do Colégio Noeme Campos certamente já escreveu seu nome na história do colégio e dos jogos estudantis de Belo Horizonte, contudo, as meninas não parecem estar satisfeitas ainda. Na manhã desta sexta-feira (04), a equipe realizou o incrível feito de se classificar para a final do JEMG ao derrotar a equipe de Dom Bosco por 5×0 no ginásio do Clube Nacional Esporte Clube em Uberaba-MG.

 

Após uma incrível jornada no JEBH, que resultou no título inédito da área de esportes do Noeme Campos, as meninas buscarão a glória no JEMG neste sábado (05) contra a forte equipe de Governador Valadares. Caso consigam prevalecer, elas disputarão os Jogos Brasileiros, que acontecem no Rio De Janeiro.

 

Ficha do Jogo:

 

– Noeme Campos 5×0 Dom Bosco:

 

Motivo: Semifinal do JEMG

 

Gols: Bárbara (2), Maria Eduarda (2) e Isadora.

 

Cartões: Ana Luiza (Amarelo).

 

Local: Ginásio do Clube Nacional Esporte Clube, Uberaba-MG

 

Horário: 09:00h.

 

JEMG: Colégio Noeme Campos vence duas e se classifica para a semifinal.

 

Guilherme Henrique 03/08/2017

 

Na sua maior jornada, que mais parece um sonho que nunca tem fim, as meninas do futsal sub-14 do CNC honraram, mais uma vez, a camisa do Noeme ao se classificar para as semifinais do maior campeonato escolar de Minas Gerais, o JEMG. O grande feito veio ao vencer nos pênaltis (3×2) a equipe de Capelinha, depois de um empate por 5×5 no tempo regulamentar. Anteriormente, a equipe do Noeme Campos havia vencido a equipe da cidade de Viçosa por 3×2, numa recheada de reviravoltas no placar e de emoção.

 

Agora o foco das meninas do Noeme é a semifinal, que ocorrerá nesta sexta-feira contra a equipe de Dom Bosco, que se classificou em segundo de sua chave. Caso consigam o triunfo, disputarão também a decisão do JEMG 2017 ainda neste sábado (05).

 

Ficha dos jogos:

 

-Noeme Campos 3×2 Viçosa

 

Motivo: Jogos Estudantis de Minas Gerais, 1ª Fase.

 

Gols do Noeme: Maria Eduarda (2) e Ana Luiza.

 

Local: Ginásio do Clube Nacional Esporte Clube, Uberaba-MG.

 

-Noeme Campos 5×5 Capelinha (P: 3×2)

 

Motivo: Jogos Estudantis de Minas Gerais.

 

Gols do Noeme: Ana Luiza (2), Bárbara (2) e Maria Eduarda.

 

Local: Ginásio do Clube Nacional Esporte Clube, Uberaba-MG.

 

Em final inédita, atletas do Noeme Campos vencem a escola Eleonora Pierucetti e são campeãs do JEBH 2017

Guilherme Henrique – 10/07/2017

Na noite de quinta-feira (06), as garotas do futsal sub-14 se sagraram campeãs do JEBH 2017 ao vencerem a escola municipal Eleonora Pierucetti por 8×1. O jogo, que aconteceu no ginásio do Colégio Magnum Agostiniano Cidade Nova, foi emocionante e entrou para a história do Noeme Campos, já que resultou no primeiro título esportivo do colégio.

Nervosismo

O jogo começou de forma atípica para as meninas do Noeme, os dribles não encaixavam, os raros chutes passavam longe da meta e em diversas situações as atletas do Eleonora tiveram chances claras de abrir o placar. Para a sorte do CNC, a goleira Ana Clara Faria estava bem atenta e conseguiu impedir que o placar fosse inaugurado.

Era visível o nervosismo do time por estar disputando pela primeira vez uma final de um campeonato de grande porte. Dessa forma, a equipe parecia levemente perdida em quadra e poderia assim se complicar para o final da partida.

Protagonismo

Dizem que nas horas mais difíceis é quando se brilha a estrela do time. E foi assim. Quando o time parecia mais nervoso, perdendo bolas no campo defensivo e desligado taticamente, brilhou a estrela de Maria Eduarda, a “craque” do Noeme. Em uma brilhante jogada individual, a camisa 10 encaixou um belíssimo chute no canto superior que estufou as redes do Eleonora pra abrir o placar.

duda

Atleta Maria Eduarda em uma jogada na área ofensiva.

Neste momento uma descarga de energia tremenda se viu no ginásio. O grito que estava entalado na garganta da massiva torcida presente, finalmente foi liberado, “é gol!”. Toda a pressão que tanto castigava o time e também os torcedores do Noeme parecia por um maravilhoso segundo não existir mais e tudo que se sentia era a vibração. Pouco depois, viu-se a estrelar brilhar novamente, o gol do alívio, Maria Eduarda, ou melhor, Duda, Noeme Campos 2×0.

E quando tudo parecia maravilhoso para o CNC, placar amplo, torcida vibrando, jogadoras voando em quadra, um erro quase colocou tudo a perder. Uma saída de bola mal feita no campo defensivo entregou de bandeja o gol que reanimou as esperanças do Eleonora, em uma finalização rasteira no canto direito que nem a brilhante goleira Faria pode defender.

Apesar de sofrer este balde de água fria, o time do treinador Jean, que a propósito esteve muito bem na função, não só na final, mas também em todo campeonato, fez como sua torcida e não se abalou. Se na arquibancada os torcedores gritavam empurrando o time, elogiando a atuação das meninas e se divertindo a gritos de “amanhã não tem aula”, na quadra o time voltou impetuoso para o segundo tempo, ampliando o placar largamente.torcida

Torcida do Noeme marcou presença em peso na final.

O sentimento era que o final feliz estava se aproximando. O time do Noeme literalmente passeava em quadra no segundo tempo, com sólidas atuações também de Júlia, que entrou no primeiro tempo ainda e consolidou a marcação no lado direito e Ana Luíza que conseguiu se encontrar depois de um primeiro tempo de alguns erros e marcou dois gols.

Quando o juiz apitou o fim de jogo a alegria no ar era palpável. A descarga de sentimentos foi imensa. A torcida emocionada logo entrou em quadra pra iniciar a festa com as atletas que não sabiam se era real o que estava acontecendo, mas sabiam que não queriam que esse momento não acabasse nunca mais.time campeao

Time comemora a vitória junto com o treinador Jean (sentado) .

Em uma entrevista concedida para a acessória do colégio, a atleta Júlia de Paula comentou brevemente o que estava sentido. Por de estar um pouco tímida, quando perguntada sobre como é ser campeã do JEBH a atleta comentou apenas que “é muita emoção”. Ao ser perguntada sobre o andamento do início partida ela pontuou que “estava muito nervosa” e ainda que “conseguimos acalmar com os gols”. Sobre o JEMG, que será disputado pelas campeãs, Júlia ainda disse que “será muito legal a experiência nova, por que é a primeira final que a gente ganha”.

Agora, o próximo desafio das alunas-atletas do CNC é o tão sonhado JEMG. O campeonato, que é disputado pelos campeões da etapa regional, é a maior competição escolar do estado de Minas Gerais, e levará o campeão para o JEB’s (Jogos Escolares Brasileiros).todos juntos

Torcida e atletas juntos na festa do título.

Ficha do Jogo:

Motivo: Final do JEBH de futsal módulo I (sub-14).

Local: Ginásio do Colégio Magnum Agostiniano Cidade Nova.

Gols: Maria Eduarda (5), Ana Luiza (2) e Isadora.*

Cartões: Nenhum.

CRÔNICA CNC X MAGNUM

Em jogo eletrizante, Noeme Campos derrota o Colégio Magnum e avança para a final do JEBH.

Guilherme Henrique – 04/07/2017

Na fria noite de ontem (03), o time de futsal feminino da categoria sub-14, para atletas de até 14 anos, se classificou para a grande final do JEBH ao vencer a boa equipe do Colégio Magnum Agostinano Cidade Nova pelo resultado de 6×1. O jogo aconteceu no ginásio da Escola Municipal Eleonora Pierucetti.

A tensão

O clima do jogo era de final antecipada, já que as duas equipes a se enfrentar sabiam que eram as melhores do campeonato. Se de um lado o Magnum contava com a organização tática, entrosamento de anos e experiência em campeonatos, o time do Noeme sabia que podia contar com a individualidade de jogadoras como Maria Eduarda, Ana Luíza e Ana Clara Faria, destaques do time no campeonato.

O Jogo

A partida começou com os dois times procurando o gol de forma impetuosa. Via-se muita disputa, e raça, além de muita igualdade entre os elencos. Em uma brilhante jogada individual, que era a maior arma de ambas as equipes durante o jogo, Marcela passou por todo o time do Noeme e finalizou forte para abrir o placar em favor do Magnum.

Ao contrário do que se esperava de uma equipe tão jovem e inexperiente no cenário do futsal feminino competitivo, o Noeme não se intimidou ou ficou nervoso com o gol sofrido. Já quase no final da primeira etapa, o CNC buscou o empate em mais uma jogada individual, dessa vez assinada pela camisa 10, Maria Eduarda.

Ambos os treinadores confiaram muito na força de seu elenco principal, e dessa forma poucas substituições eram vistas na partida. No final do primeiro tempo, o time do Magnum dava sinais de cansaço por parte de algumas atletas, e assim o treinador Gil optou pela entrada da pequena Júlia, a menor atleta em quadra ontem. Apesar da comoção e talvez preocupação da torcida pela atleta ela demonstrou bom domínio das táticas de futsal, de posicionamento e até chegou a arriscar um chute que não levou problemas para o gol da atleta Ana Clara Faria.

No início do segundo tempo o que se via era um replay da primeira etapa. As duas equipes com muita intensidade procurando o gol e dependendo de suas principais atletas para encaixar jogadas individuais. Em outra dessas Maria Eduarda novamente saiu “cara a cara” com a atleta Júlia Diniz, improvisada como goleira do Magnum e marcou o gol da virada do Noeme.

A equipe do Colégio Magnum estava visivelmente abalada com o segundo gol sofrido, talvez por não estar acostumada a ficar atrás no placar, ou talvez pela pressão da torcida do Noeme, que naquele momento vibrava como nunca. Se aproveitando disso, o time do CNC logo marcou o terceiro gol que conferia segurança para as atletas.

A partir desse gol o time do Magnum se atirou desesperadamente para buscar o empate. Ana Eliza, camisa 10 do time auriazul, buscava em dribles e jogadas pessoais a finalização, mas esbarrava na boa defesa no Noeme e na ótima atuação da goleira Faria.

A esperança do Magnum estava completamente depositada nas finalizações a longa distancia de Marcela, mas a atleta parecia não encaixar bons chutes e também encontrava dificuldades com a quadra. Dependendo muito de sua velocidade e mudanças rápidas de direção, a atleta ficou debilitada ao jogar no ginásio do Eleonora, pelo fato da quadra cimentada ser muito escorregadia.

Já no final do jogo, o CNC se aproveitou do desespero para atacar e da inexperiência da goleira improvisada do Magnum e conseguiu ampliar o placar em jogadas que se via um Magnum mal treinado defensivamente e carente de atletas. Resultado final 6×1.

Ficha do Jogo:

Motivo: Semifinal do JEBH.

Local: Ginásio da EM Eleonora Pierucetti.

Gols: Maria Eduarda (5), Camile e Marcela.

Cartões: Nenhum.

—————————-//——————————–

 

SELETIVA DO FUTSAL

 

 Equipe de Futsal 2017

Aluno bom de bola e bom de estudo!

As duas coisas tem que andar juntas para poder ser um aluno destaque.

No final do ano os nossos alunos destaque serão eleitos.

Este ano estamos trabalhando com nossas equipes de futsal nas modalidades masculino e feminino sub17,  masculino e feminino sub14 e masculino sub 13.

Estamos nos preparando para a disputa dos campeonatos JEBH, METROPOLITANO e MERCANTIL.

O Campeonato Metropolitano começa no mês de abril. Já o Jebh em junho e o Mercantil em Agosto.

Em breve divulgaremos as fotos de nossos atletas.

 

Professor Responsável:

Jean Márcio Fernandes

Campeonatos Inscritos:

  • Metropolitano
  • JEBH
  • Mercantil do Brasil

Horários dos Treinamentos:

Treinamento Futsal Masculino sub 17  3ª e 6ª das 14:00 às 15:40.

Treinamento Futsal Feminino 3ª e 6ª das 15:40 às 17:00.

Treinamento Futsal Masculino sub 15 e sub 13  3ª e 6ª das 17:00 às 18:30.

 

Diretoria.

Conheça nossa equipe 2016.

 

Equipe Futsal 2016

MASCULINO

André Guedes 9º Juan Pablo Martins 1º ano
Arthur Ferreira 2º ano Gabriel Fidelis 2º ano
Enzo Silva 2º ano Luís Casimiro 2º ano
Fernando 3º ano (Goleiro) Matheus Dias 2º ano (Goleiro)
Gabriel Fidelis 2º ano Pablo Rodrigues 1º ano
Ian Amitas 7º B Pedro Henrique 2º ano
Igor Pinheiro 1º ano Thúlio Vilela 2º ano
Ivan Marinho 1º ano Túlio Gonçalves 8º B (Goleiro)
João Pedro 2º ano Walter Alves 9º B
Breno Gonçalves de Castro Lucas Eduardo Fidelis Cota
Henrique Pinheiro dos Santos Guilherme Rocha Alves

 

Fut Mas 2016


FEMININO

Ana Clara Manini Soutelo
Ana Clara Faria Rodrigues
Ana Luiza Silva de Lima
Gabriela Couto ALves
Izabela de Paula Magalhães
Izadora Luiza Carvalho Martins
Julia de Paula Magalhães
Julia Pinheiro Santos
Jordany Cristina dos Reis Rosa
Lais Vieira Lima Moura
Maysa Luiza F.do Nascimento
Mariana Avelino Victoria
Maria Eduarda Soares da Silva
Petra Gabrielle M.Oliveira

 

fem 2016


 

Horários dos Treinamentos

Treinamento Futsal Masculino 2ª e 5ª das 14:00 às 15:40.

Treinamento Futsal Feminino 2ª e 5ª das 15:40 às 17:00.